Abraset | Associação Brasileira de Fornecedores de Serviços, Equipamentos e Tecnologia para Aeroportos | Venda de participação em aeroportos deve gerar R$7 bi ao governo
17146
post-template-default,single,single-post,postid-17146,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1,vc_responsive
 

Venda de participação em aeroportos deve gerar R$7 bi ao governo

Venda de participação em aeroportos deve gerar R$7 bi ao governo

O aeroporto foi inaugurado três anos antes da própria cidade de Brasília, que foi oficialmente fundada em 1960 (Foto: Divulgação)

De acordo com matéria publicada pelo portal UOL, o governo federal pretende vender a participação da Infraero nos aeroportos que estão sob concessão. O negócio incluiria a fatia de 49% dos terminais de Guarulhos (SP), Galeão (RJ), Brasília (DF) e Confins (MG). A expectativa é de que a venda gere uma arrecadação aproximada de R$7 bilhões aos cofres públicos já no próximo ano.

Entre os aeroportos citados, o mais valorizado seria o de Brasília, por ser o que obteve o maior ganho de qualidade ao ser administrado pela iniciativa privada. Já o menos valorizado, de acordo com fonte ouvida pelo portal, seria o do Galeão, por conta das dificuldades da concessionária em honrar os compromissos contratuais e da mudança societária (Odrebrecht Transport vendeu ao grupo chinês HNA).

A venda da participação da Infraero vem para solucionar alguns problemas enfrentados pelo governo em relação aos terminais. Um deles é a contribuição com a outorga anual de concessão dos terminais, algo que a Infraero vem sendo incapaz de fazer. O segundo é o início do processo extinção, ou como já cogitou a Secretaria de Aviação Civil, abertura de capital da estatal.

Por fim, a venda poderia significar um salto de qualidade nos serviços prestados nos aeroportos, uma vez que a Infraero não vem sendo capaz de realizar grandes investimentos. A expectativa é de que as fatias do órgão sejam oferecidas aos atuais sócios dos aeroportos.

Fonte: Mercado&Eventos

29/12/2017

Não há comentários

Publique um comentário